De tudo um pouco

terça-feira, dezembro 28, 2004

Actualização do numero de mortes na Ásia


Os maremotos provocados pelo sismo de 8,9 na escala de Richter que abalou o sudeste asiático às primeiras horas da manhã de domingo fez pelo menos 55 mil mortos, de acordo com balanços provisórios que são actualizados hora a hora.

Na Indonésia, pelo menos 27.174 pessoas morreram no norte da ilha de Sumatra, nove mil dos quais na província de Banda Aceh e dez mil em Meulaboh.

No Sri Lanka, pelo menos 17.640 pessoas morreram, 73 das quais eram estrangeiras, segundo as autoridades e os rebeldes tamil. O balanço inclui a morte de 1500 passageiros de um comboio que foi completamente engolido pelas águas quando se dirigia para a capital do país, Colombo.

Na Índia, pelo menos 8500 pessoas perderam a vida, 4500 das quais no estado de Tamil Nadu, e quatro mil nas ilhas de Andamão e Nicobar, no sudeste do golfo de Bengala, próximo do epicentro do terramoto. As autoridades acreditam, porém, que este balanço provisório está ainda muito distante dos números reais da catástrofe, uma vez que só nas ilhas de Andamão e Nicobar estão 30 mil pessoas desaparecidas.

Na Tailândia, o vice-ministro do Interior, Sutham Sangprathum, declarou que morreram até ao momento perto de 1500 pessoas, 700 das quais eram estrangeiras. Aqui estão desaparecidos pelo menos 1600 turistas suecos.

Na ilha turística de Penang e no estado vizinho de Kedah, na Malásia, 65 pessoas morreram, 183 ficaram feridas e muitas outras estão desaparecidas, segundo a polícia.

Em Myanmar (antiga Birmânia) há a registar pelo menos 56 mortos, segundo organismos humanitários internacionais sedeados em Rangun, que estimam, porém, que o balanço final será muito superior.

Nas Maldivas, pelo menos 52 pessoas morreram e 68 estão desaparecidas. Uma das 1200 ilhas turísticas do arquipélago, Dhiffushi, ficou completamente submersa pelas águas.

As ondas gigantescas também chegaram à costa oriental africana e 40 pessoas morreram na Somália, estando outras 60 desaparecidas. Na Tanzânia há a registar dez mortos e no Quénia apenas um.

E isto tudo nos leva a tirar uma conclusão:"Temos que saber viver e aproveitar a vida enquanto a temos!"

E tudo isto nos leva a pensar: Porque discutimos?Nós temos que aproveitar a vida ao máximo!

E mais uma vez apelo para vocês todos serem solidários para com os países afectados do maremoto , porque um dia pode acontecer a nós, e nós vamos querer que eles sejam solidários para connosco.

1 Comments:

  • Gosto da tua maneira de escrever, e do que escreves. Este post ta espectacular, era bom que todos tivessem esse pensamento pelo menos uma vez por dia. Vê é se fazes uma retrospectiva do teu 2004. Brigado pelos coments pimito * * * *

    By Blogger Simplesmente 20 =), at 10:20 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home